julho 11, 2009

Minha interpretação de Índios de Renato Russo

JÁ PARARAM PARA PENSAR NA LETRA DE ÍNDIOS DE RENATO RUSSO?
Eu acredito que esta é uma das melhores composições de Renato, pois ao meu ver, ele retorna a Deus; Renato corta os pulsos antes de fazer a música, o muito interessante é que dá para comparar o que ele passou com o sofrimento de Jesus Cristo.
A música parece ser cercada de pedidos que ele faz a Deus.
__________________________________________

Índios
Renato Russo


Composição: RENATO RUSSO
Quem me dera, ao menos uma vez,
Ter de volta todo o ouro que entreguei
A quem conseguiu me convencer
Que era prova de amizade
Se alguém levasse embora até o que eu não tinha.
Quem me dera, ao menos uma vez,
Esquecer que acreditei que era por brincadeira
Que se cortava sempre um pano-de-chão
De linho nobre e pura seda.
Quem me dera, ao menos uma vez,
Explicar o que ninguém consegue entender:
Que o que aconteceu ainda está por vir
E o futuro não é mais como era antigamente.
Quem me dera, ao menos uma vez,
Provar que quem tem mais do que precisa ter
Quase sempre se convence que não tem o bastante
E fala demais por não ter nada a dizerQuem me dera, ao menos uma vez,
Que o mais simples fosse visto como o mais importante
Mas nos deram espelhosE vimos um mundo doente.
Quem me dera, ao menos uma vez,
Entender como um só Deus ao mesmo tempo é três
E esse mesmo Deus foi morto por vocês -
É só maldade então, deixar um Deus tão triste.
Eu quis o perigo e até sangrei sozinho.
Entenda - assim pude trazer você de volta prá mim,
Quando descobri que é sempre só você
Que me entende do início ao fim
E é só você que tem a cura para o meu vício
De insistir nessa saudade que eu sinto
De tudo que eu ainda não vi.
Quem me dera, ao menos uma vez,
Acreditar por um instante em tudo que existe
E acreditar que o mundo é perfeito
E que todas as pessoas são felizes.
Quem me dera, ao menos uma vez,
Fazer com que o mundo saiba que seu nome
Está em tudo e mesmo assim
Ninguém lhe diz ao menos obrigado.
Quem me dera, ao menos uma vez,
Como a mais bela tribo, dos mais belos índios,
Não ser atacado por ser inocente.
Eu quis o perigo e até sangrei sozinho.
Entenda - assim pude trazer você de volta prá mim,
Quando descobri que é sempre só você
Que me entende do início ao fim
E é só você que tem a cura para o meu vício
De insistir nessa saudade que eu sinto
De tudo que eu ainda não vi.
Nos deram espelhos e vimos um mundo doente
Tentei chorar e não consegui.

12 comentários:

  1. Sou professora e estava pesquisando o significado exatamente da parte que vc explicou. Agora tudo ficou mt mais claro mt obrigada

    ResponderExcluir
  2. Além de um desabafo, “Índios” é um espelho. Ouvir a música nos faz pensar em nós mesmos. Afinal, os males do mundo estão em nós. Todos temos as mesmas frutrações. Nos doamos e nada ganhamos. E quantas vezes nos doam sem nada darmos em troca. Sonhamos e nunca realizamos, pelo menos não como deveria ser. Nos frustramos, nos frustramos e nos frustramos. Em maior ou menor grau, eis o eptáfio de todo ser humano.

    Quanto ao motivo pelo qual a música se chama “Índios”, talvez eu não saiba responder, mas Renato, uma vez indagado sobre isso, respondeu: “Essa música não fala sobre índios. Fala sobre ‘Índios’”. E quem são os índios? E quem somos nós

    ResponderExcluir
  3. Estava muito interessada nesta letra.
    Sabe, fiz uma peça onde eu atuei a música Indios, eu era um palhacinho ligeiralmente triste...
    E minha professoar teve MUITO TRABALHO comigo...então ela teve que parar tudo e me explicar...
    Consegui entender um pouco, mas, mais ainda agora..

    ResponderExcluir
  4. uma musica muito boa e retrata a história do Brasil, a exploração e colonozização pelos portugueses que levaram muito de nossas terras.
    Nossos indios inocentes foram enganados a troco de migalhas e o que ganhamos um mundo doente...
    Quanto a força suprema é o que nos resta é o podemos acreditar.

    ResponderExcluir
  5. concordo que ele fala de Deus........e quando fala
    "saudades de tudo que eu ainda nao vi"...acho que fala de reencarnação....outras vidas......vividas ou ainda nao vividas.........

    ResponderExcluir
  6. entendi assim:
    "Eu quis o perigo e até sangrei sozinho.
    Entenda - assim pude trazer você de volta prá mim,"
    seria Jesus Cristo como parte da Santíssima Trindade

    "Quando descobri que é sempre só você
    Que me entende do início ao fim"
    por ser nosso criador Deus nos entende do início ao
    fim

    "E é só você que tem a cura para o meu vício
    De insistir nessa saudade que eu sinto
    De tudo que eu ainda não vi."
    «És grande, Senhor, e digno de todo o louvor [...]. Fizeste-nos para Ti e o nosso coração não descansa enquanto não repousar em Ti» ( S. Agostinho ).

    «Ao criar o homem à sua imagem, o próprio Deus inscreveu no coração humano o desejo de O ver. Mesmo que, muitas vezes, tal desejo seja ignorado, Deus não cessa de atrair o homem a Si, para que viva e encontre n’Ele aquela plenitude de verdade e de felicidade, que ele procura sem descanso...» (CATECISMO
    DA
    IGREJA CATÓLICA Compêndio)

    ResponderExcluir
  7. Renato russo era ateu .

    ResponderExcluir
  8. NÃO SERIA MELHOR PRIMEIRO LER E ENTENDER Schopenhauer, ai sim depois tentar interpretar toda as letra de Renato Russo?

    ResponderExcluir
  9. Ouvi dizer que aquela parte Mas nos deram espelhos E vimos um mundo doente." é que quando olhamos nos espelho, vemos nosso próprio reflexo, (ah vá), e que quando diz "e vimos um mundo doente" é por causa da AIDS que ele tinha, ou seja, o reflexo dele era um mundo doente, por conta do HIV. Mas não sei se a informação procede

    ResponderExcluir
  10. Pessoal ela ta explicado perfeitamente a musica acima não há duvidas à comentar..

    ResponderExcluir
  11. Sinceramente? Jamais comparem o sofrimento de Jesus numa cruz para nos li dos nossos pecados, com um pecado tão grande contra a vida, que é se cortar por motivos absolutamente mundanos. E não atirem pedras, porque eu também me corto e podem ter certeza, meus motivos são dolorosos. E Índios é uma das mais belas composições de Renato, e não há como dizer que ele era ateu, ele pode sim ter sido agnóstico, como eu sou, mas atue, nunca. Ele sempre deixa escondido em suas músicas um significado muito grande de que Deus está ali e em toda parte.

    ResponderExcluir

"Tudo vale a pena se a alma não é pequena." Fernando Pessoa